O País – A verdade como notícia

Professores envolvidos no desvio de 40 milhões de meticais em Sofala

Um total de 46 funcionários do sector de educação, entre eles professores, afectos em Sofala, estão envolvidos no desvio de mais de 40 milhões de meticais. Neste momento, pelo menos 10 deles estão detidos no distrito de Nhamatanda.

De acordo com o Gabinete de Combate à Corrupção de Sofala, os cerca de 40 milhões de meticais foram desviados entre princípios de 2018 a finais do ano passado, nas cidades da Beira e distritos de Dondo e Nhamatanda.

“O dinheiro foi pago em forma de salários ou bónus a 46 funcionários do referido sector, entre eles professores e administrativos. Uma parte dos 46 funcionários efectuavam o pagamento e outros recebiam valores muito acima dos seus salários. Há casos de funcionários que chegavam a receber o quíntuplo dos seus salários num único mês. Portanto, os valores que cada um recebia variavam consoante o seu salário e todos os pagamentos eram efectuados através do SISTAFE”, explicou Anastácio Matsinhe, porta-voz do Gabinete de Combate à Corrupção em Sofala.

Parte dos últimos 10 funcionários da educação, foram detidos na semana passada no distrito de Nhamatanda, onde trabalhavam na autarquia local, mas a infracção, que cometeram, foi quando ainda eram funcionários de educação.

Os casos foram detectados pelo próprio sector de educação que, em coordenação com o sector das finanças, entregaram o caso a justiça. O número de funcionários da educação envolvidos nestas infracções e de detidos poderá subir dentro de dias, pois há outros processos ainda a serem investigados e, de acordo com o Gabinete de combate à corrupção, há provas suficientes que incriminam outros funcionários.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos