O País – A verdade como notícia

Nyusi quer intensificação da produção e produtividade em Moçambique

O Presidente da República, Filipe Nyusi, encoraja os trabalhadores a transformarem as adversidades em oportunidades para intensificar a produção e a produtividade de bens e serviços essenciais, com vista a manter a vitalidade da economia e aumentar os postos de trabalho.

Pelo segundo ano consecutivo, o Dia Internacional do Trabalhador é celebrado com contenção devido à pandemia da COVID-19.

Sobre a efeméride, cujas cerimónias centrais aconteceram em Nampula, o Presidente da República endereçou uma mensagem, na qual diz que o novo Coronavírus impôs novas formas de estar na vida e a necessidade de adoptar acções céleres de prevenção para garantir o funcionamento normal da economia.

Na sua mensagem de felicitação aos trabalhadores, Filipe Nyusi falou ainda do impacto negativo da COVID-19 e da violência armada em Cabo Delgado, Manica e Sofala.

“Perante à COVID-19 e outras adversidades, como os ataques terroristas na província de Cabo Delgado, que resultam em mortes, destruições, sofrimento humano e na desaceleração dos investimentos nacionais e estrangeiros no país, o Governo adoptou medidas restritivas que abrandaram, ainda mais, o ritmo da economia, mas também teve outras intervenções com um impacto positivo que se consubstanciou na retoma gradual das actividades”, disse Filipe Nyusi.

Segundo o Chefe do Estado, “o Governo vai, ainda, manter a coordenação com os parceiros sociais e outros segmentos da sociedade, bem como a acompanhar a par e passo a situação laboral, sempre com o intuito de minimizar, à medida do possível, o impacto negativo deste flagelo sobre o trabalhador e os cidadãos mais vulneráveis”.

Por isso, “apesar dos desafios a que aludimos, continuaremos empenhados na busca da paz e tranquilidade, condição fundamental para o desenvolvimento do nosso país, sabendo que podemos contar com a contribuição, entrega abnegada, alto sentido de patriotismo e responsabilidade que os nossos trabalhadores sempre demonstraram.

O Presidente da República termina a sua mensagem dizendo: “exorto a todos os trabalhadores moçambicanos e estrangeiros em Moçambique a fazerem das inúmeras adversidades, uma oportunidade para intensificar a produção e produtividade de bens e serviços essenciais para o mercado interno e externo, mantendo a vitalidade da nossa economia e aumentando os postos de trabalho.

Este ano, o dia 1 de Maio celebra-se sob lema “sindicatos juntos na luta pelo bem-estar, paz e progresso”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos