O País – A verdade como notícia

Sobre ciclos, legados e escolhas: reflexões sobre a vida

Deus desenhou e estabeleceu de forma perfeita o ciclo da vida, como em tudo o que Ele criou!

Todos sabemos que assim como viemos a este mundo (do pó), um dia dele sairemos. É um ciclo de perfeição. No entanto, o desconforto em não saber quando vamos partir deste mundo me preenche de agonia! 

Vivemos nossas vidas muitas vezes sem considerar a possibilidade de partir a qualquer momento, talvez porque fomos ensinados na biologia que os seres vivos “nascem, crescem, se reproduzem e morrem”, e associamos a ideia de morte a um estágio avançado da vida, quando já estamos velhos. No entanto, a realidade é ainda mais complexa, pois cada um de nós tem um processo único de vida e nunca nos acostumamos à perda dos entes queridos. É importante aproveitar ao máximo o tempo com aqueles que amamos, amar sem reservas e deixar um legado positivo que fale por nós quando já não estivermos mais aqui.

Na vida, todos enfrentamos diferentes tipos de escassez que nos fazem menosprezar o que realmente importa. Alguns sofrem com a falta de dinheiro, o que pode resultar da falta de emprego ou salários baixos, e essa preocupação pode cegá-los a ponto de não dar valor a suas próprias famílias. 

Alguns têm dinheiro, mas enfrentam dificuldades em encontrar paz e genuinidade nas relações devido às incertezas que o dinheiro pode trazer, estes podem enfrentar o desafio de não saber se os que estão a seu redor são movidos por sentimentos verdadeiros de amizade e amor ou se o dinheiro é o que os move. Às vezes, tudo o que falta é alguém em quem confiar. 

E há aqueles que lutam diariamente para obter o básico, como comida e abrigo, pois a vida lhes pesa demais para suportar.

É importante lembrar que enfrentaremos desafios ao longo da vida, fazendo parte do ciclo natural da existência. Contudo, não devemos permitir que essas dificuldades nos sobrecarreguem a ponto de tornar a vida um fardo. Devemos encontrar momentos de alívio e valorizar o que temos ao nosso redor. 

Cada um de nós tem um caminho diferente a percorrer, e devemos aceitar o facto de que fazer comparações constantes ou estabelecer metas muito “altas” pode levar nos a problemas tanto para nós mesmos quanto para nossas famílias.

Durante o processo da vida é natural que algumas pessoas nos magoem por suas atitudes e palavras, as vezes conscientemente e outras sem consciência, ora. Até mesmo nossos familiares com quem convivemos magoam nos, quem dirá no trabalho ou em qualquer outro ambiente em que podemos estar expostos! Entretanto, perdoar, apesar de difícil, é essencial para nossa saúde física e mental. Carregar ressentimentos e magoas só nos prejudica a nós, enquanto aqueles que nos feriram muitas vezes seguem sem esse peso.

 A vida é um presente precioso e devemos ser gratos por ela, valorizando cada dia, pois, não sabemos quando será nossa vez de partir, então devemos refletir sobre o legado que queremos deixar. Em especial valorizar muito nossas famílias.

Temos a oportunidade diária de construir uma nova história, de decidir o tipo de pessoa que queremos ser lembrados.

A vida é como uma tela em branco, onde todos os dias temos a oportunidade de pintar uma nova história com as cores da gratidão, amor e perdão. Cada escolha, cada ação molda não apenas nossa jornada, mas também o legado que deixamos para trás. Que possamos, a cada manhã, renovar nosso compromisso de viver de forma autêntica, valorizando cada momento, cada pessoa e cada experiência como se fossem únicas. Lembremos sempre que, ao final dessa jornada, o que verdadeiramente importa não serão os bens materiais acumulados, mas sim as marcas de amor, gentileza e compaixão que deixamos nos corações daqueles que cruzaram nosso caminho.

Partilhe

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos