O País – A verdade como notícia

Governo reconhece fragilidades na prática de Segurança e Saúde no Trabalho

Hoje, durante uma gala de premiação em boas práticas de segurança e saúde no trabalho, o primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, instou algumas empresas a redobrarem esforços na protecção dos trabalhadores.

Os sectores de mineração, construção civil e indústria transformadora são conhecidos como os mais problemáticos em boas práticas de segurança e saúde no trabalho. Hoje, Carlos Agostinho do Rosário exigiu mais aprimoramento, sobretudo a estes sectores.

“Os diversos intervenientes devem prestar especial atenção às acções de promoção de boas práticas sobre segurança e saúde no trabalho, sobretudo nos sectores de mineração, construção civil e indústria transformadora, sem descurar os demais ramos de actividade.

De um total de 46 empresas que concorreram às premiações, apenas 18 foram contempladas pelo Governo. Na ocasião, Carlos Agostinho do Rosário assegurou que o executivo, em colaboração com outras entidades, pretende reforçar a inspecção nos diversos sectores de trabalho.

“O Governo está a reforçar as acções inspectivas conjuntas envolvendo os sectores do trabalho, saúde, recursos minerais, de entre outros, com vista a monitorar e assegurar que as empresas observem com rigor as condições de higiene, saúde e segurança nos locais de trabalho.”

As premiações, hoje feitas pelo Governo, acontecem a cerca de dois dias da celebração do 1º de Maio, Dia Internacional do Trabalhador e são as primeiras feitas pelo executivo.

No quinquénio 2015 – 2019, o país registou pouco mais de 2.600 acidentes de trabalho, sendo 525 por ano.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos