O País – A verdade como notícia

Armindo Ngunga assume ADIN com a missão de melhorar resposta da agência  

A exoneração do Secretário de Estado da Província de Cabo Delgado foi anunciada no fim da sessão do Conselho de Ministros, seguida do anúncio da sua nova missão. Ngunga vai substituir Armando Panguene numa agência em restruturação, com o objectivo de melhorar a sua resposta.

Armindo Ngunga é o novo “homem forte” da agência responsável por dinamizar o desenvolvimento da região norte de Moçambique. O agora ex-Secretário de Estado da Província de Cabo Delgado foi nomeado, em resolução apreciada e aprovada ontem em mais uma sessão do Conselho de Ministros, que, em despacho separado, exonerou Armando Panguene da liderança da Agência de Desenvolvimento Integrado do Norte. As mexidas acontecem numa altura em que a agência está em restruturação “com vista a responder melhor aos desafios da actual conjuntura sócio-económica da região norte do país”, explicou o porta-voz do Governo, Filimão Suaze.

“Não mudaram os objectivos”, detalhou a fonte, acrescentando que “vão mudar as estratégias e formas de actuação. Penso que acompanharam há bem pouco tempo, aquando do levantamento de matérias que constituem o Plano Estratégico para a própria actuação. A nomeação de um novo directivo é no quadro desta restruturação, mas também a mudança de uma série de aspectos que tinham sido definidos”.

Outra instituição alvo de mexidas é o Gabinete de Reconstrução Pós-Ciclone Idai e Keneth, cujo PCA, Francisco Pereira, foi exonerado e, para o seu lugar, foi nomeado Luís Paulo Mandlate. O gabinete de reconstrução também está a ser restruturado “com o objectivo de acelerar a implementação do Programa de Reconstrução Pós-Ciclone, tornar a agência com maior pendor na coordenação, monitoria e avaliação do Programa e fortalecer as unidades de implementação dos projectos”, explicou Suaze.

Sobre a recuperação dos estragos causados pelos dois ciclones, o Governo aprovou “a resolução que ratifica o Acordo de Donativo, celebrado entre o Governo da República de Moçambique e a Associação de Desenvolvimento Internacional (IDA), no dia 18 de Novembro de 2020, em Maputo, no montante de cerca de 73 mil dólares, destinado ao financiamento adicional do Projecto de Recuperação de Emergência Pós-Ciclone Idai e Keneth”.

O Plano de Vacinação foi também apreciado pelos membros do Governo, que decidiram incluir os atletas de todas as modalidades nos grupos prioritários para receberem a vacina contra a COVID-19. “São os atletas envolvidos nos campeonatos nacionais, não apenas os atletas os envolvidos no Moçambola”.

O Executivo analisou ainda o Relatório de Execução Orçamental do primeiro trimestre de 2021, cujo resultado é considerado “positivo quando comparado com o igual período do ano anterior, porque a receita do Estado teve um crescimento nominal de 9,6 por cento e a despesa total, um crescimento real de 4,3 por cento.

Nesta sessão, o Governo aprovou a resolução que exonera Armando Alexandre Panguene do cargo de Presidente do Conselho de Administração da Agência de Desenvolvimento do Norte (ADIN) e a resolução que exonera Luís.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos