O País – A verdade como notícia

Nyusi volta atacar distritos essenciais para a vitória

O candidato da Frelimo, Filipe Nyusi iniciou hoje a segunda e última volta da campanha eleitoral, tendo como prioridade os distritos com mais eleitores e que são verdadeiros “campos de batalha eleitoral” uma vez que o voto tem oscilado entre a Frelimo e os candidatos da oposição. Hoje iniciou pela província de Niassa escalando os dois distritos mais populosos Mecanhelas e Cuamba. Ambos têm quase um terço dos eleitores de toda a província e tem a característica comum de oscilar o seu voto entre a Frelimo e a Renamo.

Em Mecanhelas a primeira escala, Filipe Nyusi teve o comício mais concorrido em relação ao primeiro realizado no dia 18 de Setembro. Aqui reafirmou as suas promessas eleitorais que consistem nos dois principais problemas que afligem a população daquele distrito, nomeadamente a asfaltagem da Estrada para Cuamba, de cerca de 90 quilómetros e a construção de um Hospital Distrital.

E Mecanhelas está nos primeiros 15 distritos a beneficiar da iniciativa da Administração Nyusi “Um distrito, um hospital distrital”. Mas falou ainda da instalação de uma agência bancária e da extensão da linha férrea de Cuamba a Entre Lagos.

No final, Filipe Nyusi foi orientar o segundo comício na cidade de Cuamba. Aqui recordou aos potenciais eleitores que no último quinquênio o seu Governo iniciou com a asfaltagem da Estrada para Lichinga que em Dezembro alguns troços serão concluídos. Mas também levou água potável para a capital económica de Niassa, bem como a linha férrea para Lichinga, e a ampliação e reabilitação do hospital distrital. Como projectos para o futuro quer construir Estrada que liga Cuamba a Marrupa e a Mecanhelas.

Filipe Nyusi acusou os seus adversários de estarem a repetir as suas promessas e disse que até nem era mau porque estavam a ajudar a divulgar o manifesto da Frelimo e o seu compromisso eleitoral. Disse haver quem promete aumentar o subsídio básico dado pelo Governo aos idosos, questionando “com que dinheiro”. Mas depois disse que o seu Governo levou a assistência a mais de 400 mil idosos desfavorecidos.

Reconhece que o subsídio é exíguo mas diz que é o que o país pode dar e o mais importante é que está a chegar todos meses a muito mais idosos que precisam que algum apoio do Governo para sobreviverem.
Amanhã, Filipe Nyusi escala a província de Nampula e Cabo Delgado. Deverá trabalhar em distritos que não escalou na primeira volta, outros deverá repetir pela sua importância eleitoral estratégica.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos