O País – A verdade como notícia

Mais de 100 moçambicanos beneficiarão de formação Superior no Brasil

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), através do Instituto de Bolsas de Estudo (IBE), rubricou, esta sexta-feira, um acordo de cooperação técnica com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB). O instrumento vai permitir a formação superior de 150 moçambicanos em diversas áreas do saber.

Na ocasião, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, explicou que o memorando possibilitará a formação de moçambicanos nos níveis de Graduação e pós-Graduação, reforçando a implementação do Programa Quinquenal do Governo 2020-2024.

Para o Ministro, o memorando irá “contribuir para a melhoria da implementação das actividades de Ensino, Investigação e Extensão Universitária, bem como a Internacionalização das Instituições de Ensino Superior”.

Por sua vez, a vice-Reitora da UNILAB, Cláudia Carioca, referiu que Moçambique é o primeiro país a participar no projecto de formação promovido pela UNILAB.

“Moçambique inaugura um novo movimento, onde faz parte dos países africanos que fazem parte do processo de busca de formação para o desenvolvimento dos seus países”, sublinhou Cláudia Carioca.

Já o embaixador do Brasil em Moçambique, Carlos Puente, disse que a assinatura do acordo se junta a outras iniciativas que Brasil e Moçambique veem estabelecendo na área de ensino.

Assim, Daniel Nivagara orientou o IBE a proceder a divulgação massiva, à escala nacional, as oportunidades de formação, para que o acesso em termos de regiões geográficas do país, género, áreas de formação e extractos sociais seja equitativo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos