O País – A verdade como notícia

Governo sob pressão devido ao desemprego em Moçambique

A situação do desemprego agravou-se com o terrorismo em Cabo Delgado e as calamidades naturais, segundo a ministra do Trabalho e Segurança Social. Margarida Talapa falava, ontem, na reunião dos ministros de Emprego e Trabalho da SADC.

São necessários três milhões de novos postos de trabalho para reduzir o número de jovens desempregados no país. A ministra do Trabalho e Segurança Social, Margarida Talapa, disse, esta sexta-feira, em Maputo, que a situação já aperta o Governo.

“O desemprego juvenil no mundo e na nossa região, em particular, coloca os nossos governos sob uma forte pressão. A previsão de crescimento do segmento da população economicamente activa, compreendendo jovens, nas próximas décadas, pode representar uma bomba-relógio retardada, caso não se consiga promover um crescimento económico cada vez mais inclusivo.”

Talapa abordou ainda a questão dos deveres e compromissos do Governo para com a juventude, buscar o Programa Quinquenal do Governo em vigor no nosso país que, segundo a dirigente, “consta a criação de cerca de três milhões de empregos, como um dos seus objectivos centrais, não sendo por acaso a criação da Secretaria da Juventude e Emprego, como órgão exclusivamente virado à promoção do emprego”.

Margarida Talapa falava na reunião virtual dos ministros do Emprego e Trabalho da SADC. Na ocasião, a dirigente fez menção aos esforços do governo para a empregabilidade dos jovens, mas apontou o terrorismo em Cabo Delgado e as calamidades naturais como os principais obstáculos.

“Os resultados das iniciativas do Governo podem estar condicionados pela tripla crise que enfrentamos: o terrorismo em Cabo Delgado, calamidades naturais e a pandemia da COVID-19, por constituir ameaça ao esforço colectivo e desenvolvimento socio-económico do país”, frisou a governante.

Segundo a ministra, novas medidas e políticas de trabalho serão desenhadas na SADC para fazer face ao desemprego na juventude, sendo que “ temos agendada a apreciação do quadro da política de emprego e trabalho na SADC, visando implementação, não só das nossas obrigações, decorrentes do referido plano, mas também da estratégia e roteiro de industrialização 2015/63”. Segundo dados do Banco Mundial, até 2019, Moçambique apresentava uma taxa de 7.18% de desemprego juvenil.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos