O País – A verdade como notícia

Desinformação sobre ataques terroristas preocupa Polícia em Cabo Delgado

A Polícia da República de Moçambique (PRM) está  preocupada com a onda de desinformação sobre os ataques terroristas,  que tem estado a criar pânico no seio da população de Cabo Delgado.

Cerca de uma semana depois ter circulado, nas redes sociais, informações sobre um suposto assalto em preparação pelos terroristas, à cidade de Pemba, capital de Cabo Delgado, a  província voltou a estar em pânico, por causa de uma outra notícia que dava conta de um assalto armado à vila de Mueda, e novos combates em Palma.

Os supostos ataques não aconteceram e, segundo a PRM, tudo não passou de boatos, com intenções de criar pânico e medo.

Enquanto se controlava a primeira vaga de boatos, no início desta semana voltaram a surgir outros rumores, desta vez, dando conta de que a PRM estava a preparar uma operação de vasculhas a todas as casas da cidade de Pemba, em busca de armas de fogo escondidas pelos terroristas, o que veio a ser desmentido, nesta segunda-feira, pela corporação.

“Mesmo que fosse verdade, a questão de operações policiais envolve planos operativos secretos e que, em nenhum momento, poderá ser divulgado publicamente”, disse o porta-voz da PRM em Pemba, Ernesto Madungue.

A PRM diz que ainda não tem pistas dos promotores das desinformações em causa, mas suspeita que seja “uma manobra do inimigo, com objectivo de criar pânico na província”.

“Estamos perante uma onda de boatos lançados por pessoas que querem criar pânico para a população. Mas também sabemos que o inimigo tem várias formas de agir, e esta, consideramos como uma das acções do inimigo, porque as pessoas que fazem a difusão dessas mensagens estão a contribuir, de certo modo, na acção inimiga”, reagiu o porta-voz.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos