O País – A verdade como notícia

Dário Monteiro na “pole position” para comandar Mambas

Já lá vão seis dias desde que Luís Gonçalves foi demitido do comando técnico dos Mambas, depois da derrota sofrida há uma semana, diante do Cabo Verde, que ditou o afastamento do combinado nacional da fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN), dos Camarões, em 2022.

Sem seleccionador nacional, mas já a pensar nos próximos compromissos internacionais dos Mambas, nomeadamente o torneio regional da Cosafa, em finais de Maio, e a primeira dupla jornada de qualificação ao mundial do Qatar, onde os Mambas vão defrontar Costa do Marfim e Malawi, a Federação Moçambicana de Futebol já procura um novo timoneiro para a selecção nacional.

São quatro nomes cogitados para substituir Luís Gonçalves do comando dos Mambas, dois deles moçambicanos e outros dois estrangeiros, com destaque para Dário Monteiro que está na mira de sentar no banco da equipa de todos nós. Para além de Monteiro, Chiquinho Conde também está na lista, bem como Daúde Faquirá e Litos, esses dois portugueses e que já treinaram no país.

Dário Monteiro leva vantagem por já conhecer a Casa do Futebol, tendo em conta que é o actual seleccionador nacional do sub-20, selecção com a qual conquistou o torneio regional da Cosafa da categoria, feito histórico que elevou o nome do técnico, ora emprestado à Liga Desportiva de Maputo, sendo funcionário da Federação Moçambicana de Futebol.

Outra vantagem que Dário Monteiro leva nesta batalha pelo banco técnico dos Mambas é o facto de permitir um rejuvenescimento ao combinado nacional, tendo em conta que já trabalha com as camadas de formação das selecções nacionais, futuro dos Mambas.

Já Chiquinho Conde tem alguma vantagem por conhecer o futebol moçambicano e ter trabalhado em Moçambique com equipas locais, dentre elas o Maxaquene, Ferroviário de Maputo e União Desportiva de Songo, estando, neste momento, a viver em Portugal, onde esteve a treinar a equipa B do Vitória de Setúbal. Chiquinho Conde já treinou os Mambas numa única partida, em 2010, num particular com Portugal, realizado na África do Sul, de preparação da selecção tuga para o mundial. Nessa partida, os Mambas perderam por 3-0, depois de terem empatado sem abertura de contagem no final da primeira parte.

Já Daúde Faquirá, que tinha cogitado antes de Abel Xavier, actualmente treinador do Sporting da Covilhã, e Litos, sem clube, mas tendo já trabalhado com a Liga Desportiva de Maputo, são outros nomes pensados, Segundo fonte da Federação Moçambicana de Futebol.

O nome do novo seleccionador nacional deverá ser conhecido nos próximos dias para permitir que possa acompanhar os jogadores que serão convocados para os próximos compromissos dos Mambas, nomeadamente o torneio Cosafa, inicialmente agendado para acontecer na vizinha África do Sul, de 31 de Maio a 16 de Junho, para além da dupla jornada de fase de grupos de qualificação ao mundial do Qatar, em 2022, respectivamente diante da Costa do Marfim, entre 5 a 8 de Junho, e frente ao Malawi, entre 11 e 14 de Junho próximo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos