O País – A verdade como notícia

Vinte iniciativas vão à feira de projectos no MYL

Vinte projectos de estudantes finalistas e recém-graduados de várias universidades do país serão apresentados na segunda edição do Mozefo Young Leaders, numa feira de projectos.

O objectivo é criar um espaço de avaliação das iniciativas e possíveis parcerias para a sua implementação. A iniciativa é liderada pela Associação de Estudantes Finalistas Universitários de Moçambique (AEFUM), que é parceira do Mozefo Young Leaders. “A Feira Nacional de Projectos é uma iniciativa que visa juntar os estudantes do ensino superior, aqueles que têm iniciativa de geração de renda com instituições sou entidades que tenham capacidade de, em parceria com estes jovens, puderem garantir a implementação destas ideias de negócios”, clarificou o coordenador geral da AEFUM, Osvaldo Mauaie, referindo que 20 foram os projectos eleitos e que responderam aos critérios exigidos. “A parceria com a Fundação Soico vai garantir a visibilidade a estas iniciativas”, refere Mauauie.

A AEFUM entende que o Mozefo Young Leaders serve de lição aos jovens para perceberem que o ser empreendedor e ter sucesso na vida não é algo de outro mundo. “O Mozefo Young Leaders é uma grande oportunidade para todos como jovens no sentido de que se vão cruzar lá pessoas de vários extractos sociais. Estarão jovens que têm alguma experiência, história. Vi, por exemplo, que temos alguns dos oradores que começaram a ser empreendedores aos oito anos de idade, alguns deles aos 16 anos já eram grandes empresários. Então é uma oportunidade nossa de irmos aprender dessas pessoas quais foram os desafios, como é que eles começaram”, defende, argumentado que “alguns de nós pensamos que parte dos empresários de renome a nível internacional têm pais que financiaram suas ideias. Vi parte do perfil dos oradores e percebi que não. São pessoas que começaram de baixo e tinham necessidades básicas como muitos jovens moçambicanos tem”.

Refira que a Associação de Estudantes Finalistas Universitários de Moçambique tem cerca de sete mil estudantes finalistas de várias universidades do país, pese embora nas suas actividades acabe abrangendo também estudantes finalistas e recém-graduados que não são membros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos