O País – A verdade como notícia

Panificadores e revendedores agravam preço do pão à revelia

Há padarias e revendedores que continuam a especular o preço do pão, um pouco por todo o país, contrariando as orientações dos órgãos oficiais, que travaram a intenção, que tinha sido ensaiada para o passado dia 01 de Abril corrente.

Oficialmente, o preço do pão ainda não sofreu alterações, mas há panificadores e revendedores que continuam a agir à revelia, agravando a tabela de venda ao público.

A conclusão é da Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) que constatou a situação, no âmbito da avaliação feita em vários pontos do país.

Falando, esta segunda-feira, durante a Conferência de Imprensa, Verónio Duvane, porta-voz da INAE, disse que a instituição está no terreno para repor o preço normal do produto.

“Temos de referir que existe, um pouco por todo o país, a especulação do preço do pão. Nessa empreitada, os panificadores usam artimanhas, tanto que chegam a reduzir o peso do pão e manter o preço em vigor”, explicou Verónio Duvane.

Num balanço geral da actividade inspectiva, a fonte disse que, nos últimos sete dias, cerca de 54 unidades comerciais foram encerradas, na sua maioria de retalho, por funcionar fora da hora prevista no decreto presidencial em relação às medidas de prevenção da COVID-19.

“Para além do encerramento destes estabelecimentos comerciais, constatou-se, no período em análise, que havia ginásios que funcionavam clandestinamente, com a maioria dos casos na cidade de Maputo”, afirmou.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos