O País – A verdade como notícia

Ministra da Justiça condena raptos no país

A ministra da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos condena os raptos e defende a responsabilização exemplar dos criminosos. Sobre o terrorismo em Cabo Delgado, Helena Kida fala da necessidade de capacitar tribunais para julgar crimes terroristas.

Foi a primeira reacção da ministra da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos desde que a onda de raptos ressurgiu.

“Eu tenho acompanhado a situação dos raptos com alguma preocupação. Nós temos que estar atentos e cada um de nós deve fazer a sua parte. É preciso que haja mais medidas, não só preventivas, mas também deve apostar-se no efeito repreensivo para desencorajar que este tipo de crimes aconteçam”, avançou Helena Kida.

Além de reagir sobre os raptos no país, a ministra da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos disse haver necessidade de capacitar os tribunais para julgar casos relacionados com o terrorismo em Cabo Delgado.

“A situação de Cabo Delgado merece toda a nossa atenção e é verdade que hoje se começa a pensar se é eficaz e suficiente para crimes específicos, como é o caso de crimes de guerra, se os tribunais comuns que temos devem ser esses ou não a julgar esses crimes. Na minha opinião, penso que há necessidade, sim, de se reforçar ou capacitar de modo a que haja um tratamento próprio e diferenciado a estes diferentes tipos de crime”, opinou Helena Kida.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos