O País – A verdade como notícia

Jacob Zuma deve escolher sentença esta quarta-feira  

A justiça da África do Sul instou o antigo Presidente, Jacob Zuma, para até esta quarta-feira determinar a sua própria sentença, se for considerado culpado pelo crime de desrespeito pelo tribunal, ao ignorar a comissão que o investiga por corrupção.

Desta vez, o ex-presidente não só ignorou a Comissão, como também violou uma decisão emitida em Janeiro pelo Tribunal Constitucional, obrigando-o a comparecer e privando-o do direito de permanecer em silêncio, segundo escreve o Notícias ao Minuto

O antigo Chefe de Estado, que completou 79 anos na segunda-feira, tem vindo a ignorar a comissão que investiga a corrupção generalizada durante os seus nove anos no poder, desde que foi criada, em 2018.

Em Fevereiro, após mais uma recusa de depor, a comissão presidida pelo juiz Raymond Zondo pediu ao Tribunal Constitucional, o mais elevado órgão de justiça do país, para impor uma pena de dois anos de prisão contra o antigo chefe de Estado por desrespeito pelo tribunal.

O julgamento do ex-presidente sul-africano por corrupção, num contrato milionário de armas em 1999, vai decorrer de 17 de Maio a 20 de Junho, disse o juiz Nkosinathi Chili.

O processo arrasta-se na Justiça há mais de 20 anos. Jacob Zuma e a representante da empresa francesa de armamento, Thales, que também é acusada de corrupção, extorsão e branqueamento de capitais, não compareceram na audiência no Tribunal Superior.

No poder de 2009 a 2018, Zuma enfrentará 16 acusações de fraude, tráfico de influência e extorsão, relacionadas com a compra de aviões-caça, barcos de patrulha e equipamentos militares da Thales, quando era vice-presidente de Thabo Mbeki.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos