O País – A verdade como notícia

Arranca campanha de pagamento de subsídio social básico em Boane

Pouco mais de oito mil famílias desfavorecidas, residentes no distrito de Boane, na província de Maputo, vão beneficiar-se de Apoio Social Directo pós-Emergência (PASD) no âmbito da COVID-19, anunciou, esta quarta-feira, a administradora daquela circunscrição, Teresa Mauaie.

Para o efeito, aquela dirigente procedeu, hoje, na localidade de Gueguegue, ao lançamento da campanha de pagamento do subsídio, equivalente a nove mil meticais.

Parte dos beneficiários são mulheres-chefes de famílias sem qualquer fonte de renda, pessoas com deficiência e idosos com doenças crónicas.

O delegado do Instituto Nacional de Acção Social (INAS), na Matola, Graço Uaiene, citado pelo Notícias, disse que o valor, a ser pago em seis prestações, visa criar resiliência as famílias vulneráveis no contexto da pandemia.

“Nesta primeira fase, as famílias auferem 4,500 meticais, correspondentes a três prestações. Daqui a dois meses, receberão o restante do valor que totalizará 9.000 meticais. O apoio servirá para a aquisição de produtos de primeira necessidade, com destaque para material de prevenção da COVID-19 e géneros alimentícios”, explicou o delegado do INAS.

Uaiene afirmou que o pagamento similar já foi feito em seis distritos da província de Maputo.

“Após a campanha de pagamento de subsídios em Boane, a brigada do INAS irá ao distrito da Matola. Esperamos que o PASD abranja a pelo menos 70 mil famílias em situação de vulnerabilidade na província de Maputo”, contou.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos